Restaurando todas as coisas

"...até o tempo da restauração de todas as coisas..." (Atos 3.21).

Muito se tem falado sobre restauração, no entanto, nos esquecemos as vezes de onde iniciou a queda e de onde Deus começará a restaurar. Quando Deus criou todas as coisas, viu que tudo era muito bom (Gên. 1.31). Toda a sua criação, o homem e a mulher, tudo era muito bom, até que entrou por um homem o pecado no mundo, e pelo pecado a morte (Rom. 5.12). Satanás, a antiga serpente, passou a ser o príncipe deste mundo, ter o império da morte, e o mundo passou a estar debaixo do poder do maligno.

Em seguida vemos um abismo chamando outro abismo. Morte em família, bigamia, grandes cidades, orgias, guerras. Neste mesmo tempo, o Senhor levantou um homem que começou a invocar o Seu Nome. Gerações vieram até que os filhos de Deus começaram a se misturar com as filhas dos homens e veio a corrupção total (Gên. 6.5). Deus enviou o juízo sobre a terra, mas salvou oito almas. Gerações depois se passaram; ascensão e queda de Israel, ascensão e queda da Igreja do Senhor, até os nossos dias.

Na plenitude dos tempos veio o nosso Senhor Jesus e o Pai convergiu nEle todas as coisas, tanto as que estão nos céus, como as que estão na terra. Ele consumou todas as coisas. Morreu, ressuscitou e assentou-se à destra da majestade nas alturas, muito acima de todo principado e poder, e de todo nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro (Ef. 1.21). O céu o recebeu até a restauração de todas as coisas; então Ele voltará, e tudo isto Deus falou pela boca dos seus santos profetas desde o princípio.

Mas por onde iniciou a queda? Por um homem como nos ensina a Palavra. A restauração do Senhor começa pela salvação do homem, pela regeneração (Tg. 1.17-18). A salvação inicia por uma pessoa, mas se estende depois a toda família: "Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão" (Luc. 19.9).

Depois da queda do homem, vemos a família sendo atingida. Depois da nossa regeneração, Deus começa a restauração da nossa família. Não há como restaurar as outras coisas e deixar a família se ela está destruída. Deus primeiro salva o homem e depois estende através dessa pessoa, a salvação a toda a sua casa. Não podemos participar da restauração do Senhor nas outras coisas se a nossa casa ainda tem pessoas que estão debaixo do império das trevas. A benção de Abraão é para todas as famílias da terra (Gên. 12.3).

A promessa do Espírito é para nós, para os nossos filhos, nossos velhos, e nossos servos e servas. É promessa do Senhor restaurar todas as coisas até que Jesus venha. Ele iniciou por nós, agora irá estender a nossa família, depois o testemunho através da Igreja, o governo, os céus, a terra e todas as coisas. Sem mim, nada podeis fazer, disse o nosso Senhor. O Senhor não é homem para mentir.

Diseņo descargado desde plantillas web gratis y profesionales.