O tabernáculo (os véus)

01O tabernáculo tinha três ambientes, separados por dois véus, mais a cortina exterior, à entrada. Em total, três. O que mais se destaca nesta descrição de Êxodo 26 é o véu interior, que separava o Lugar Santíssimo do Lugar Santo. Este véu representa claramente ao Senhor Jesus Cristo. Era de azul (sua divindade), púrpura (sua realeza), carmesim (sua humanidade) e linho torcido (sua justiça). Era feito de obra primorosa, com querubins. Os querubins eram os guardiões de Deus, representantes da criação angelical.

O Senhor Jesus Cristo em sua dupla natureza divina e humana é mostrado de novo aqui, mais sua condição de Rei Justo. Este véu se pendurava do alto de quatro colunas de madeira de acácia cobertas de ouro. Entre as quatro colunas ficavam três espaços, correspondentes a três portas. Cada uma delas representava a uma pessoa da Trindade. Quando o Senhor Jesus morreu na cruz, este véu foi rasgado de cima abaixo. Naturalmente o véu foi rasgado no meio, na seção que representava o Filho de Deus, pois foi ele, e não o Pai ou o Espírito Santo, quem morreu como homem na cruz.

A ruptura do véu é imensamente significativa, pois o Lugar Santíssimo era zelosamente guardado, e ninguém tinha acesso a ele exceto o sumo sacerdote, e isto, só uma vez ao ano. Agora bem, se nem sequer os outros sacerdotes podiam entrar, muito menos poderia fazê-lo o povo. Quanto menos um gentio! Mas a ruptura do véu interior, quer dizer, a morte do Senhor Jesus, foi o fato glorioso que mudou inteiramente as coisas.

Hebreus o diz belamente: "Assim, irmãos, tendo liberdade para entrar no Lugar Santíssimo pelo sangue de Jesus Cristo, pelo caminho vivo e novo que ele nos abriu através do véu, isto é, de sua carne, e tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus, nos aproximemos..." (10:19-22 a). Não só estava aberto o caminho a Deus para os judeus, mas também para os gentis.

O que sucedeu depois, também o relata Hebreus. Porque à cena da cruz, seguiu-lhe mais tarde outra cena nos céus. Jesus, como o verdadeiro Sumo Sacerdote entrou no verdadeiro Lugar Santíssimo, por meio do verdadeiro sangue, do verdadeiro sacrifício. "Mas Cristo, tendo vindo como sumo sacerdote dos bens já realizados, por meio do maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, quer dizer, não desta criação, e não por sangue de bodes e novilhas, mas sim por seu próprio sangue, entrou uma vez para sempre no Lugar Santíssimo, tendo obtido eterna redenção" (9:11-12).

O melhor e mais formoso véu foi rasgado; assim, o mais formoso dos filhos dos homens foi sacrificado, para que nós alcançássemos salvação. Bendito é Ele! Também se descreve aqui neste capítulo a cortina exterior, colocada na entrada do átrio. Está pendurada sobre cinco colunas. Não era de feitura tão primorosa como o véu, mas era mais ampla. Para assinalar que haveria uma ampla acolhida para todo aquele que viesse a Cristo, porque ele é a Porta.

Diseņo descargado desde plantillas web gratis y profesionales.